terça-feira, 28 de julho de 2009

Arcaísmo...

MÃO VELHA DOS WOMAN´S
| Dreamstime.com


O homem começa a envelhecer quando as lamentações começam a tomar o lugar dos sonhos. (John Barrymore)


Afinal o que é a velhice?
Um erro do tempo?Uma forma de selecção?
Personificada , como defini-la?
Perguntei a uma criança.
"Sou muito jovem-clamou-não a conheço!"
Interpelei um adulto.
que me respodeu esperá-la,
mas, pelo que alguém informara,
seria uma dama sem idade,
despida de opulência, nada vaidosa,
resignada, abenegada,
sem futuro,nua de sonhos.
Indaguei junto de um idoso,
mas só recebi longos silêncios...
olhares vazios,desalentos
Prossigo sem saber, continuo a averiguar.
E os anos vão passando...
Não sei se irei morrer triste,
antes mesmo de a encontrar!
assim, partirei sem esse estigma,
sem sentir qualquer saudade,
por nem saber se ela existe...

22 comentários:

  1. Lindo Meg! Eu também não saberei como definir velhice! Claro que os anos passam e vamos ficando mais velhos.., isso é lógico, mas parece-me que para definir o que é a velhice, lembro-me sempre do que a minha mãe diz « eu não sou velha.., tenho, sim muita idade, mas velha não sou» Ela tem razão e, apesar dos 79 ela é jovem; não parece ter a idade que tem e ainda faz todos os presentes que dá,todos com muito bom gosto. Tricota para os bisnetos roupas,como calções, vestidos, chapeuzinhos e para ela e outros adultos, casacos e blusas. Portanto, penso que há aqueles que têm muita idade e não são velhos e outros há que são velhos e têm pouca idade.Trocar os sonhos por lamentações é, de facto, o maior sinal de velhice. Um beijinho e até breve
    Emília

    ResponderEliminar
  2. Meg;

    A velhice,... deixa pensar; bom, deve ser algo um pouco amargo, ou comida sem sal porque ao que parece ninguém gosta que a isso seja obrigada a comer ou tomar...

    A velhice, deve ser daqueles medicamentos que o médico nos obriga a tomar e que fazemos uma cara danada qundo temos que engolir e então preferi-mos cuspir...

    A velhice,... sei lá, deve ser algo em que paramos, quando nos cansamos de contar.

    Saudações, Meg.
    osvaldo

    ResponderEliminar
  3. Envelhece não quem tem muita idade, mas quem parou de sonhar.
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Olhe, Admirável Amiga:
    Faz da sua vida uma constante emoção, sentimento e pensamentos de encantos mil.
    Uma personificação mágica de Posts que fazem reflectir e pensar, por serem imensamente valiosos. De ouro puro. Lindos. Sensíveis. Ternos.
    Os sonhos serão sempre o meu refúgio que adoro e amo, sabe? A velhice não devia incomodar as pessoas, mas assumi-la com dignidade. Carácter. Normalidade.
    OBRIGADO pela simpatia e doçura.
    Parabéns sinceros pelo texto. Fabuloso. Imenso. Pleno. Abrangente.
    Com todo o meu respeito e estima gigantes.
    Beijinhos amigos.
    Sempre a admirá-la

    pena


    Linda...!

    ResponderEliminar
  5. A velhice é o agora do que já passou.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  6. Confesso que ando pensando muito nisso..ate estava pensando em um post ..
    Pq o que andam me chamando de velho..putz nao ta escrito..
    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Hermoso poema y hermoso el cometario que me hiciste.
    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Fiquei com um sorriso de felicidade quando acabei de ler o seu poema...

    Tão claro no que pretende dizer, suave na maneira como as palavras fluem, como um manso rio, numa tarde de Verão...

    Vou seguir o seu rio!

    Abraço.
    António

    ResponderEliminar
  9. Neste mês de agosto o blog esta em comemoração
    E te convido a partipar durante todo o mês com a gente..
    E para começar tem selo comemorativo lá no blog..
    Abraço.

    ResponderEliminar
  10. olá Meg!

    obrigado pelos elogios!! fico muito feliz de coração!!!

    acho seus poemas obras de arte!!!

    abraços e apareçaa

    leandro.

    ResponderEliminar
  11. Querida...

    Postei um comentário aqui, mas como meu computador resolveu que tem vontade própria, acho que não enviou... fechou as janelas, como sempre!!

    rsrs

    Adorei o texto, vc demonstra uma grande sensibilidade...

    Também não saberia dar essa resposta com exatidão...

    Penso que vivemos em um mundo de informações e novidades rápidas demais, na era dos descartáveis... e parece que ontem mesmo éramos a criança que não conehcia a velhice, e hoje já quase somos o idoso em seu silêncio...

    ^^

    Beijos com carinho!!

    ResponderEliminar
  12. Hoje estive numa consulta num hospital e dei comigo a imaginar todas as pessoas que lá estvam, também à espera de consulta, mas mais velhas do que eu, com um cartãozinho ao peito, uma espécie de cartão de identidade, com a fotografia da pessoa no apogeu da sua juventude, vigor e beleza. Ao ver todas aquelas pessoas, tortas, de cadeiras de rodas, enrugads, deformadas, com dificuldades de mobilidade de vária ordem, algumas tristes, comecei a imaginá-las jovens e sorri para dentro. Só o corpo envelhece, o espírito mantém-se jovem. Assim, a fotografia deveria reflectir a idade do espírito e não a idade do corpo.

    Imaginem e sorriam...

    ResponderEliminar
  13. Encantador poema. Siempre que paso me encuentro algo interesante.

    Saludos

    ResponderEliminar
  14. Cada fase da vida tem seu próprio encanto, se nos sobram rugas, também nos sobram historias de vida, de caminhos percorridos, amores vividos, amigos em toda parte...talvez velhice, como muitos vêem, como aquela fase final e sombria, seja só um estado de espírito, quantos moços são velhos, quantos velhos ainda são moços...
    beijo, lindo domingo

    ResponderEliminar
  15. Passando para convidar vc a participar da nova brincadeira lá no blog...contamos com vc.
    Abraço

    ResponderEliminar
  16. Meg! adoroo suas resonãncias nominais!!! abraçoss

    leandro cardoso.

    ResponderEliminar
  17. Olá Meg, deixaste um comentário no post que o Caminante me dedicou e eu venho-te agradecer.Este pensamento de Jean Paul Sartre é bem verdadeiro: O ter medo não tem nada a ver com a coragem!
    Vou começar a passar por tua casa e tu faz o mesmo tens sempre a porta aberta. Eu escrevo quase sempre em espanhol, mas vejo que não é problema para ti.
    Um beijo
    Flor

    ResponderEliminar
  18. UN placer siempre pasarse por aquí...

    Saludos y un abrazo!

    ResponderEliminar
  19. Oi Amiga
    Ao ler a frase escrita por quem sabe e pensa, fiquei parada e derepente estremeci...creio que estou a envelhecer , os sonhos que eu sonho já não são para mim....faço castelos ,mas nesses castelos já não sou eu a rainha, vivo na Esperança de ver realizados sonhos, que há muito sonhei e que espero que aconteçam....
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar